Fundadora

Madre Ília Corsaro

 

Madre Ilia Corsaro nasceu 04 de outubro de 1897 em Resina, Itália, (Ercolano hoje) e faleceu no dia 23 de março de 1977.

Embora batizada, no seu ambiente familiar não se falava de Deus e Ília se abrirá à fé na adolescência graças ao irmão Ítalo que no tempo dos estudos havia encontrado professores e amigos fiéis a Deus e à Sua Palavra.

Desde então ela também se abrirá sempre mais à graça de Deus e sobretudo ao grande dom da Eucaristia que será seu alimento cotidiano.

A sua vida foi uma contínua adoração do SS. Sacramento e uma doação total aos “pequenos que passam fome”.

O padre Luís Zaccaleoni a orienta para a fundação de uma família religiosa que Ília realizará em 1928. Nasce assim a Congregação das Pequenas Missionárias Eucarísticas para o louvor e a glória de Deus.

O processo de Beatificação da serva de Deus está bem adiantado; a oração fiel e devota conseguirá quanto antes a tão esperada Beatificação, na esperança que por sua intercessão Deus derrame abundantes frutos para o bem da humanidade.

PENSAMENTOS

(Das cartas de Ília Corsaro a Isola Mazzantini, sua primeira filha espiritual)

  • A fé não é mais um esforço para nós, mas um leve, suave abandono do nosso intelecto e da nossa vontade.
  • Jesus esta contigo na alegria como está contigo na dor, como está contigo quando rezas e também quando somente tentas rezar. Eleva o teu olhar e o teu coração somente para Deus e o encontrarás em tudo, o encontrarás especialmente dentro de ti.
  • O passado nos deve ser sempre escola para o futuro e eu desejo, desejo fortemente, que tu tenhas a fé viva, constante, no Seu Amor. Que tu saibas tornar-te, através dos períodos de luz e de trevas, mais esperta nos caminhos do espírito, mais fiel nos momentos da prova, numa palavra, mais adulta.
  • As provas que a vida nos apresenta, são superadas sempre pela alma humilde que confia em Deus. Que tu possas perder-te na imensidade do Coração Divino, que mais se conhece e mais se compreende de não conhecê-lo. Ele te ama, te ama mais que tu saibas imaginar; Jesus te ama e te quer toda para si.
  • Ama Jesus, ama-O com toda as tuas forças, acende-te com a Santa Caridade, dilata o teu coração, difunde em redor de ti o bom aroma de Cristo. Todos os teus momentos sejam um ato de amor a Jesus.
  • Demo-nos ao Amor e encontraremos todas as virtudes.
  • Quanto te ama o Senhor, e como quer todo, todo o teu coração. Nós mostramos amor quando cumprimos serenamente o nosso dever, quando fugimos do pecado, quando amamos os irmãos.
  • Quem ama conhece o coração da pessoa amada, sente suas alegrias e suas dores, mesmo à distância.
  • Amas, amas os miseráveis, os infelizes, os errantes e especialmente aqueles que tem necessidade de afeto, de cuidados amorosos.
  • Ele é o nosso Tudo, o nosso Irmão, o Esposo das nossas almas, Aquele que é objeto da nossa esperança e de nossos desejos mais ardentes. Olha para o alto e confia em Deus: e nunca esperarás em vão.
  • Não existe um instante de nossa vida que não seja vivificado por Ele, não existe um momento de desconforto no qual não venha, Divino Consolador, a animar a nossa coragem.
  • Não perca tempo e encontrarás tantos momentos para consagrar a Deus. Se nós entendêssemos os gemidos que Jesus deixa escapar do Tabernáculo, não seríamos tão indiferentes.
  • Que grande coisa é saber conversar com Jesus e saber guardá-Lo no coração. Põe o sorriso nos teus lábios, o canto no teu coração, a afabilidade nos teus atos, a simplicidade nas tuas palavras, a confiança na tua oração. Vejo em redor de mim, por todo lado, as pegadas da Sua Bondade e me abandono n’Ele que não deixará que eu me perca. Ele vem e sua ação é muitas vezes lenta, mas sempre benéfica, misericordiosa e magnífica nos resultados.
  • Quem pára na subida, recua. Que a nossa meta, o fim de todos os nossos sacrifícios, não seja a nossa santidade, mas a Sua Glória, a Glória da Eucaristia.
  • Uma palavra de amor conquista, transforma, eleva.
  • Amar quando tudo é escuro, quando o coração parece mais pronto para o ódio que ao amor; repertir-se, quando a alma, a voz mesma se rebela, que precisamos fazer-nos santos e para santificar-nos renegar-nos.
  • Gera, Jesus, no coração dos pequenos abandonados, não com palavras, mas faz sentir, faz amar, faz desejar o Senhor que é de todos: do doutor e do ignorante, na mesma medida.
  • Não procuramos nunca fazer coisas grandes: elas aparecem aos olhos dos homens e desaparecem aos olhos de Deus.
  • Renunciar-se! Eis o segredo de cada obra. Os caminhos do Senhor são obscuros, mas sempre de salvação para nós, porque tudo o que vem d’Ele é um bem.
  • Esta fé que eu não sei exprimir em palavras é forte em mim. Permaneçamos vigilantes como as virgens do Evangelho, com a lâmpada da fé e da caridade acesa na nossa mão.
  • Crê, espera, ama e Jesus comunicar-te-á os seus segredos e os desejos do Seu Coração.

 

ORAÇÕES DO DIÁRIO ESPIRITURAL DA MADRE ÍLIA

A Ti, Senhor, nas tuas mãos adoradas o meu tempo e a minha eternidade.

Ó Cruz Santa do meu Jesus, seja sempre o meu refúgio e o lugar do meu repouso. Espírito de luz e de amor, ajuda-me. Espírito Santo, vem, acolhe e transforma cada instante da minha vida. Vem e que os teus dons me façam glorificar o Pai e o Filho mesmo nos sofrimentos.

Ó amor, transforma-me no teu fogo, acende-me com tua beleza e dá-me amor, amor! Maria, esconde-me sob o teu manto a fim de que o mundo não me veja e não me procure e eu possa estar sempre perto de Ti, perto de Jesus.

Maria, lírio suave cuja candura é a luz do Pai, cuja força é a vida do Filho, cujo perfume é o amor do Espírito Santo, Maria sobre a qual desceu abundante de graça, o olhar de Deus, faz-me a filha tua, comunica-me o teu amor.

Ó Maria, Nossa Senhora do Cenáculo, ensina-me a adorar Jesus, Hóstia de amor.

Maria, boa Mãe, que nos momentos difíceis me mostre sempre a tua proteção, ajuda-me a amar-te com amor filial; ajuda-me a imitar as tuas virtudes.

Maria, não me deixes só, leva Jesus a mim ou eu a Jesus. Maria, mãe cara, seja para mim guia no caminho das virtudes. Mãe nossa, estrela da manhã mostra-nos Tu o caminho verdadeiro. Maria, Mãe de amor e de dor, ensina-me a sofrer por amor.

Santíssima Trindade, enche as nossas mentes e os nossos corações, transforma-nos e acolhe-nos. Trindade beata, nascente perene de toda graça, sê conhecida e adorada por todas as criaturas. Santíssima Trindade, a tua luz faça desaparecer as minhas trevas, o teu esplendor me envolva, o teu fogo me consome.

Meu Deus faz com que eu compreenda que tudo vem de ti, que a cruz é o mistério dos séculos e que sem dor não há amor.

Senhor meu Deus, dá-me a paz do coração, a calma do espírito, o total abandono nas tuas mãos.

Meu Deus e meu tudo, gostaria de amar-te sempre melhor, amar-te sempre mais, fazer-te conhecer e fazer-te amar por todos os meus irmãos.

Meu Senhor, dá-me olhos de águia para discernir os teus caminhos e coração de pomba para amar as palpitações do teu coração.

Tem piedade de mim, doce Senhor, porque sou pequena e pobre, não cesses de despertar no meu coração desejos santos e constantes afetos.

Venha, venha o teu reino de amor venham as criaturas ao criador, ao doador de todo bem e será extinguida a tua sede, a minha sede. Que te louvem o pequeno e o grande, o rico e o pobre, o justo e o injusto, o alegre e o aflito, para que sobre todos, ó Pai, se estenda igualmente a tua mão misericordiosa e se difunda a tua caridade.

Amanhece: seja louvado o Senhor pelo novo dia que surge, a Ele cante a luz que nasce e tudo sobre a terra se alegre n’Ele.

Meu Jesus, fala-me Tu, guia-me , dá-me força, mostra-te a mim. A tua palavra me penetre e me dê infinita alegria; a tua misericórdia me faz levantar o olhar a Ti, o teu amor me faz esperar. Jesus, o teu amor é a minha vida, faz que eu saiba responder a este amor, faz que eu saiba anular a mim mesma e abrir o meu coração somente a Ti.

Senhor Jesus, que eu me torne como um vaso cada vez mais vazio, capaz de acolher somente a Ti, que eu me torne como uma pobre caixa de som para a tua glória. Seja a minha vida toda, na vida e na morte, um hino solene e uma ação de graças a Ti somente, Jesus sacramentado.

Que eu possa adorar-te, que eu possa perder-me em Ti; que a minha vida inteira possa consagrar a este único fim: adorar-te. Amor pouco amado e pouco conhecido, comunica-me a tua sede das almas.

Senhor, purifica-me na água e no fogo; atrai-me a Ti em cada momento, faz-me simples no teu caminho.

Meu Amigo, eu não sei Te louvar, mas faz da minha vida um louvor perene a Ti. Jesus, gostaria de arrastar os outros comigo aos teus pés, para dizer lhes que o teu amor é infinito, que só Tu és, porque só tu és o infinito eterno.

Bom Jesus, mantém-me como lâmpada sempre pronta para apagar-se para que as outras sejam vivas; como um fio, que apesar de arrebentado, faça parte do teu bordado divino. Amém…Amém… Senhor Jesus, dá-me recolhimento também no meio do mundo, faz que apesar de trabalhar eu saiba estar unida à tua dolorosa Paixão, juntamente com Maria, João e Madalena.

Nas trevas, no gelo, no silêncio e na noite, sejas Tu sempre bendito, ó coração Eucarístico de Jesus.

Meu Jesus, meu Bem, acolhe-me, perdoa-me, envolve-me, transforma-me, arrebata-me. Eu quero viver só por Ti quero amar, sofrer e morrer. Faz-me tua, só tua, faz-me viver só por Ti, faz que eu possa partilhar a sorte da pequena lâmpada eucarística.

Eu creio no teu amor por mim e te amo com todo o meu coração, ó meu Deus infinitamente amável. Podemos nós correr por um caminho diverso daquele traçado por Jesus? Ele se serve das criaturas, mesmo ruins, dos acontecimentos, mesmo contrários, para guiar-nos.